Privada de R$ 5 milhões é roubada de museu

Por

Um vaso sanitário de ouro 18 quilates foi roubado na madrugada deste sábado (14/09) do Palácio de Blenheim, residência rural na Inglaterra onde nasceu o ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill, informou a polícia britânica.

A peça, intitulada “America”, estava exposta como parte de uma exibição do artista conceitual italiano Maurizio Cattelan e podia ser usada pelos visitantes.

O palácio afirmou, em nota, ser “uma grande vergonha” que o trabalho de arte, de ouro maciço e em plena funcionalidade como vaso sanitário, tenha sido levado apenas dois dias após a exposição ser aberta.

Um homem de 66 anos foi detido por suposto envolvimento com o roubo da privada, avaliada em 1 milhão de libras esterlinas (R$ 5 milhões).

A polícia de Thames Valley informa que o sumiço do vaso, que estava conectado aos encanamentos, “causou danos graves e vazamento”, o que motivou o fechamento provisório da mansão situada em Woodstock, no condado de Oxfordshire.

Os agentes consideram que os autores do crime podem ter “atuado em grupo e usado pelo menos dois veículos”.

“A obra de arte ainda não foi recuperada, mas efetuamos uma investigação exaustiva para encontrá-la e levar os responsáveis à Justiça”, declarou a inspetora Jess Milne.

A privada dourada foi exibida pela primeira vez no Guggenheim de Nova York em 2016, onde também podia ser usada pelos visitantes, ficando lá até o ano seguinte. A peça foi repetidamente associada ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que, segundo o museu nova-iorquino, se tornou um “sinônimo de vasos sanitários dourados”.

O chamado Palácio de Blenheim, do século 18 e onde ainda residem os descendentes do antigo líder conservador, é patrimônio da humanidade e uma das atrações turísticas do Reino Unido.

A administração do lugar afirmou que ainda há “muitos tesouros fascinantes no palácio” como parte da exibição e que pretende reabrir o prédio à visitação ainda neste domingo.

Fonte: DW

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
38,198SeguidoresSeguir

INSTAGRAM

Planeta terá 200 milhões de migrantes climáticos em 30 anos

O mundo, dentro de 30 anos, terá 200 milhões de migrantes climáticos, o que representará uma pessoa de cada 45 existente, segundo...

Telescópio europeu para explorar exoplanetas vai ser lançado a 17 de dezembro

O telescópio espacial Cheops, fabricado em Espanha e com o qual a Agência Espacial Europeia (ESA) vai impulsionar a exploração de planetas...

Quem são as outras Gretas Thunberg?

Uma tem oito anos e veio da Índia, a outra 22 e é originária do Uganda. Ambas deixaram a escola para...