Assustador avanço do sarampo no mundo

Por

Os especialistas chamam o quadro de “atrocidade” e “um fracasso coletivo”: crianças continuam morrendo em decorrência do sarampo, uma doença que pode ser prevenida por meio de vacina. 

O mundo esteve perto de erradicar a enfermidade, mas, diante da queda nas taxas de vacinação nos últimos anos, ela voltou a aparecer. 

Segundo novas estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, 140 mil pessoas morreram em decorrência do sarampo em 2018, como resultado de “surtos devastadores” em todas as regiões do mundo.

“O fato de um menino morrer por uma enfermidade como o sarampo, que pode ser prevenida com uma vacina, é realmente uma atrocidade e um fracasso coletivo em proteger as crianças mais vulneráveis do mundo”, declarou o médico Tedros Adhanom Ghebreysus, diretor-geral da OMS.

O número de pessoas acometidas pelo sarampo também cresceu no Brasil. Em 2018, o país perdeu o certificado de eliminação da doença, concedido em 2016 pela OMS, e registrou mais de 10 mil casos, com quatro mortes confirmadas.

Fonte: BBC

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,840SeguidoresSeguir
Paula Tooths
Paula Tooths
Jornalista, produtora de TV e escritora, autora de sete títulos publicados no Reino Unido. | Londres - Miami

MEC estuda restabelecer cotas na pós-graduação

O Ministério da Educação (MEC) tornou sem efeito uma portaria, assinada pelo ex-ministro Abraham Weintraub, que acabava com cotas para negros, indígenas e pessoas com...

A Alemanha colonialista

"Nosso futuro está na água" Sob o chanceler Otto von Bismarck, o Império Alemão estabeleceu colônias nos atuais territórios da Namíbia, Camarões, Togo, partes da...

Coronavírus: Indígenas no Amazonas isolados para fugir da contaminação

A iminente chegada do coronavírus fez com que cerca de 150 indígenas procurassem refúgio no seio da Floresta Amazónica para evitar o contágio entre...