Show de lançamento do documentário O Fervo na Casa Natura Musical recebe apresentação de As Bahias e a Cozinha Mineira com participação de Liniker e Tássia Reis

Por

Marcada para 29/1, Dia da Visibilidade Trans, noite será composta por show e exibição do filme, além de performance poética dos artistas não-binários. Diran Castro, Rodrag e Warley Noua. Evento reforça importância de encontros entre artistas e preza pelo afeto, diversidade e discursos de tolerância.

O documentário O Fervo, dirigido por Adriana Couto e produzido por Marcos Maciel, ganha noite de lançamento na Casa Natura Musical na data em que é comemorado o Dia da Visibilidade Trans. Além de exibição do documentário, a noite prossegue com show do trio As Bahias e a Cozinha Mineira com participação especial das cantoras Liniker e Tássia Reis. O evento ocorre no dia 29 de janeiro, quarta-feira, a partir das 21h30, e tem entrada gratuita para pessoas transexuais.

O documentário em curta-metragem foi realizado nos bastidores de um show composto pelas quatro artistas (Raquel Virginia, Assucena Assucena, Liniker e Tássia Reis). A festa de comemoração do seu lançamento reúne novamente as artistas no palco em um momento diferente da carreira de cada uma delas, que após a gravação do curta lançaram novos discos e cumpriram diferentes turnês pelo país e no exterior.

No show, músicas como Jaqueta Amarela e Das Estrelas, do repertório das As Bahias e a Cozinha MineiraJesus Cristo (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), também interpretada pela banda; e A Pele Mais Fina, música composta e interpretada por todas as artistas que se apresentam na noite e que só foi executada no show que gerou o documentário, em 2018.

O Fervo já passou por festivais e mostras como o II Curta Cerrado de Uberlândia, a IV Mostra Quilombo de Cinema Negro de Cuiabá, a Mostra Quilombola de Alagoas, a Semana Paulistana de Curta-Metragens do CCSP e o MIX Brasil 2019.

O projeto do documentário nasceu em 2016 e, do período da sua concepção até o lançamento, as artistas ganharam experiência em palco, reconhecimento midiático e grande aumento de público. Durante esse período a equipe também acompanhou o crescimento das pautas LGBTQIA+ em saraus, festivais, coletivos e em iniciativas institucionais, como a Parada LGBT e o Museu de Diversidade Sexual. 

Sobre o documentário

O Fervo se infiltra nos bastidores da apresentação que uniu quatro jovens cantoras e compositoras brasileiras. Em cena, Tássia Reis, Liniker, além de Raquel Virgínia e Assucena Assucena, da banda As Bahias e a Cozinha Mineira. Quando uma mulher negra e três mulheres trans (sendo duas delas negras) cantam em um mesmo palco, muitas questões silenciadas na sociedade ganham voz. O documentário é focado nas interações que aconteceram na passagem de som, maquiagem e pré-show. As conversas íntimas e bem-humoradas revelam uma espécie de irmandade. Entre o riso e a indignação, elas falam de moda, preconceito, amores, dinheiro, feminismos e violência.

Ficha técnica

Direção: Adriana Couto Produção: Marcos Maciel Montagem: Renata Felisatti Roteiro: Renata Felisatti e Adriana Couto Realização: Midialuna Produções, SPCine e Secretaria de Cultura Municipal de São Paulo Duração: 16’14” Ano: 2019.

O Fervo com As Bahias e a Cozinha Mineira

Participação especial de Liniker e Tássia Reis

Dia 29 de janeiro – Quarta-feira, 21h30 (abertura da casa às 20h).

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Bistrô – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Camarote – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 pessoas.

Casa Natura Musical

Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra dois anos como um dos espaços mais relevantes e antenados do circuito cultural de São Paulo, tendo sido eleita como a melhor casa de shows de grande porte da capital paulista (O Estado de S. Paulo, em 5/10/18) e o Melhor Espaço Para Shows (Blog do Arcanjo / UOL, em 2/1/19). Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando-se como palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos especiais. A Casa é comprometida com pautas que convidam o público a participar de reflexões e discussões muito presentes nos dias de hoje por meio de uma programação pulsante, diversa e inclusiva. Uma de suas propostas fundamentais é proporcionar experiências e conteúdos engajadores, dando voz a diferentes pessoas e movimentos. Localizada em Pinheiros, o empreendimento soma os esforços dos empresários Paulinho Rosa e Edgard Radesca aos da cantora e compositora Vanessa da Mata. O patrocínio é da Natura, empresa que há quase 15 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio da plataforma Natura Musical.

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,123SeguidoresSeguir
Redação
Redação
Desde 1998, com foco numa maior oferta de conteúdo relevante e de interesse público, o Grupo A Hora é uma agência de noticias, ciente das preocupações da comunidade.

Thanksgiving Day – o feriado Americano que comemora o Dia de Ação de Graças

Nos Estados Unidos Tudo começou em 1620, quando um pouco mais de 100 "Pilgrims", ou peregrinos, povos nativos da Inglaterra embarcaram para a América num...

13.ª Festa do Cinema Italiano

A 13.ª Festa do Cinema Italiano, adaptada aos tempos de pandemia da covid-19, arranca na quarta-feira em Lisboa, com a exibição de “Pinóquio”, de...

Home office: deveria ser um direito?

A possibilidade de trabalhar à distância 24 dias por ano – é isso que o ministro alemão do Trabalho, Hubertus Heil, quer para os...