Risco do autismo é metade genético e metade ambiental

Por

Um vasto estudo realizado na Suécia demonstrou que os genes são tão importantes como os fatores ambientais na avaliação das causas do autismo.

Um vasto estudo realizado na Suécia demonstrou que os genes são tão importantes como os fatores ambientais na avaliação das causas do autismo.

Investigadores foram surpreendidos com a descoberta que a hereditariedade do autismo contava 50%, um peso inferior ao que os estudos anteriores apontavam (80% a 90%), e que está ao mesmo nível dos fatores ambientais, segundo um estudo publicado no Journal of the American Medical Association, citado pela AFP.

A descoberta está assente em dados relativos a mais de dois milhões de pessoas na Suécia, desde 1982 a 2006, e é a maior amostra no sentido de entender se os genes ou o ambiente contribuem para o autismo, distúrbio neurológico que afeta uma em 100 crianças a nível global, e um em 68 nos Estados Unidos.

“Ficámos surpreendidos pelas nossas descobertas, já que não esperávamos que os fatores ambientais fossem tão fortes no autismo”, disse o autor do estudo Avi Reichenberg, do centro de pesquisa sobre autismo Mount Sinai, em Nova Iorque. 

O estudo não aponta quais os fatores ambientais em questão, mas refere genericamente que estes podem incluir o estatuto socioeconómico da família, complicações no parto, infeções ou medicamentos que a mãe tome durante a gravidez.

Os coautores do estudo vieram do Kings College London e do Karolinska Institutet, na Suécia.

No entanto, são necessários mais estudos para provar as causas do autismo, que os cientistas não compreendem na totalidade.

Estudos mais recentes apontam que o distúrbio terá origem pré-natal, durante o período enquanto o feto se desenvolve no útero.

Fonte: Lusa

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,123SeguidoresSeguir
Paula Tooths
Paula Tooths
Jornalista, produtora de TV e escritora, autora de oito títulos publicados no Reino Unido. | Londres - Miami

Thanksgiving Day – o feriado Americano que comemora o Dia de Ação de Graças

Nos Estados Unidos Tudo começou em 1620, quando um pouco mais de 100 "Pilgrims", ou peregrinos, povos nativos da Inglaterra embarcaram para a América num...

13.ª Festa do Cinema Italiano

A 13.ª Festa do Cinema Italiano, adaptada aos tempos de pandemia da covid-19, arranca na quarta-feira em Lisboa, com a exibição de “Pinóquio”, de...

Home office: deveria ser um direito?

A possibilidade de trabalhar à distância 24 dias por ano – é isso que o ministro alemão do Trabalho, Hubertus Heil, quer para os...