O que causam as verrugas e como se livrar delas

Por

Você sabe o que causam as terríveis verrugas ou mesmo como se livrar delas de maneira correta?  

Nesse post, todas as suas dúvidas sobre o tema vão ser respondidas de maneira simples e fácil.  

Tipos e principais causas das verrugas 

As terríveis verrugas podem ser definidas como um crescimento anormal da pele, causadas por vírus.  

Entretanto, são inofensivas e, na maior parte das vezes, não causa nenhum tipo de dor. Ainda que possa ser desconfortável.  

Além do mais, pequenas verrugas costumam desaparecer sem nenhum tipo de interferência, já que é possível que o organismo consiga eliminar essa alteração da pele. Mesmo que não seja uma garantia.  

Essas verrugas podem surgir em praticamente qualquer área do corpo, ainda que seja mais comum no rosto, pescoço, mãos, joelhos e, em alguns casos, nos pés e genitais.  

Em relação aos possíveis tipos de verruga, estão:  

Plantar:  

Comuns nas solas/plantas dos pés, podem ser confundidas com calos e costuma ser um tom cinza ao mesmo tempo que é áspera. Sendo mais profundas.  

Genital:  

Surgindo em regiões genitais, geralmente são associadas com DSTs e são resistentes a diversos tratamentos.  

Vale dizer que, mesmo que não sejam malignas, podem estar relacionadas com outros tumores, como câncer de útero ou câncer de pênis.  

Periungual 

Com aspecto semelhante as verrugas vulgares, comuns, essas costumam surgir próximas as unhas.  

Subungual 

Também semelhante as verrugas vulgas, a subungual costuma surgir em cima das unhas ou debaixo delas. 

O principal problema dessas verrugas é que podem fazer com que as unhas cresçam tortas ou onduladas.  

Comum:  

As verrugas comuns são aqueles presentes na maior parte dos casos, sendo ásperas, arredondas e sem coloração diferente da pele.  

Plana:  

Conhecidas por serem achatadas e com tom amarelado, são mais comuns na face e, geralmente, surgem em grupos.  

Filiforme:  

Sendo bem finas, parecem um tipo de fio ou uma cobrinha e, geralmente, surgem devido a imunidade baixa.  

Esse tipo é mais comum em idosos.  

Causas das terríveis verrugas  

Em relação as possíveis causas do aparecimento de verrugas, é preciso lembrar que o causador é um vírus chamado Papiloma Vírus Humano.  

Popularmente, esse vírus é conhecido apenas como HPV.  

Dessa forma, o vírus consegue contaminar a área superficial da pele, gerando esse crescimento.  

Justamente por isso, é comum em regiões lesionadas ou com quaisquer machucados, já que o vírus consegue adentrar mais facilmente na pele.  

Como se trata de um vírus, também pode ser transmitida através do toque ou auto inoculação, que é quando você entra em contato com uma área onde alguém infectado tocou, como um banheiro, relações sexuais ou em piscinas públicas.  

Atenção: a verruga independe de você já ter pego ou não o vírus. Sendo que a reinfecção sempre pode acontecer.  

Fatores de risco 

Como a causa da verruga é infecção do tecido pelo vírus, é preciso conhecer alguns fatores de risco, que aumentam as chances desse crescimento anormal da pele: 

  • Imunidade baixa;  
  • Cortes e outros machucados;  
  • Contato com lugares ou itens públicos;  
  • Ato de roer unhas;  
  • Pacientes portadores do HIV ou outras doenças autoimunes.  

Tratamentos  

Depois de conhecer os tipos, causa e fatores de risco das verrugas é chegada a hora de entender mais sobre o tratamento.  

Antes dos tratamentos, é essencial que você procure por um profissional, nesse caso de pele, e siga a recomendação do dermatologista.  

Afinal, é preciso identificar o tipo de verruga antes de oferecer uma direção ao paciente.  

Então, vá até uma unidade e converse com o profissional. Principalmente se essa verruga causa algum desconforto, como dores, ardências ou mesmo sangramentos. 

O ideal, é ir logo que as primeiras verrugas aparecem, para evitar que possa se espalhas e gerar outras alterações na pele.  

Inclusive, os tratamentos devem ser seguidos à risca sob recomendação do dermatologista para evitar que você possa infectar outras pessoas.   

Além disso, dependendo do tipo de verruga, o profissional pode recolher material para biópsia, para eliminar qualquer tipo de suspeita mais grave.  

Importante: a recomendação do dermatologista é que pacientes com verrugas não façam uso de piscinas ou banheiros públicos/compartilhados, academias, clubes e materiais de limpeza, como alicates de unha. 

Opções de tratamentos  

Para que os resultados dos tratamentos sejam eficazes, o médico vai embasar a escolha na idade, local bem como o tamanho.  

Na maior parte das vezes, a remoção é feita no consultório com o uso de um bisturi, com aplicação de uma anestesia local. 

Entretanto, outras opções a curetagem, que funciona como um tipo de raspagem, e o uso do nitrogênio líquido, capaz de queimar a verruga com o frio, eliminando-a. 

Da mesma maneira, é comum que os pacientes conheçam o uso de ácidos, que são aplicados em cima da verruga e, depois de seco, raspado.  

Esse último é um dos métodos mais antigos e comuns, mas que deve ser realizado com cuidado para evitar abrações na pele ou mesmo que a verruga sangre e infeccione.  

O que piora o quadro.  

Cuidados básicos  

Levando em conta todo o conteúdo desse post, existem alguns cuidados que devem ser tomados, principalmente quando as verrugas aparecem em crianças.   

Para evitar resultados ruins e dores, é essencial não cutucar a verruga com a unha ou tentar remover essa pele sem uma técnica médica autorizada.  

Isso inclui o uso de produtos ou itens, como alicates.  

Acredite, tentar cortar a verruga pode causar sérias infecções.  

Lembrando que se trata de um vírus, ao notar uma verruga, lave o local durante o banho e faça uso de um bandaid ou micropore, ou outro curativo, para evitar o contágio em outras áreas do corpo e siga, em seguida, a recomendação do dermatologista.  

Dependendo do tipo de tratamento escolhido, os resultados são imediatos ou podem demorar em torno de sete dias.  

Tenha paciência e siga com o tratamento escolhido.   

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,840SeguidoresSeguir
Paula Tooths
Paula Tooths
Jornalista, produtora de TV e escritora, autora de sete títulos publicados no Reino Unido. | Londres - Miami

MEC estuda restabelecer cotas na pós-graduação

O Ministério da Educação (MEC) tornou sem efeito uma portaria, assinada pelo ex-ministro Abraham Weintraub, que acabava com cotas para negros, indígenas e pessoas com...

A Alemanha colonialista

"Nosso futuro está na água" Sob o chanceler Otto von Bismarck, o Império Alemão estabeleceu colônias nos atuais territórios da Namíbia, Camarões, Togo, partes da...

Coronavírus: Indígenas no Amazonas isolados para fugir da contaminação

A iminente chegada do coronavírus fez com que cerca de 150 indígenas procurassem refúgio no seio da Floresta Amazónica para evitar o contágio entre...