Aramis doa 10 mil máscaras de tecido para a Liga Solidária

Por

Acessório é feito a partir do reaproveitamento de retalhos de tecidos da marca, que também produzirá outras 4 mil para serem distribuídas entre seus colaboradores e respectivos familiares

A Aramis, marca que lançou recentemente o movimento #VestindoHerois para engajar a indústria da moda no combate à Covid-19 no Brasil, expande ainda mais a iniciativa por meio de outras frentes diante deste cenário. Desta vez, a marca vai doar 10 mil máscaras que estão sendo produzidas a partir do reaproveitamento de tecidos de suas peças. As doações vão para a Liga Solidária, uma Organização da Sociedade Civil – (OSC) sem fins lucrativos e que desde 1923 atua movida pela crença de que uma sociedade mais justa e com mais oportunidade é possível se promover o encontro do amor, da solidariedade e do trabalho.

As máscaras estão sendo produzidas pela Lisfaty, uma das fornecedoras da Aramis em Santa Catarina, que abraçou o projeto e conta com o engajamento de 20 costureiras. As peças serão distribuídas em abrigos e asilos, por meio do apoio da Liga Solidária.

“Temos feito um exercício permanente, envolvendo o time da companhia, para pensar em ações para colaborar de algum modo neste momento tão desafiador que estamos enfrentando. Foi então que entendemos que o movimento #VestindoHerois, que já doou 5 mil peças de roupas brancas para profissionais de saúde, poderia ser extrapolado em mais esta iniciativa em parceria com a Liga Solidária”, conta Richard Stad, CEO da Aramis.

Além desta doação, também serão costuradas outras 4 mil máscaras adicionais, que serão distribuídas entre os colaboradores da Aramis e seus respectivos familiares, que receberão o acessório em suas casas. Atualmente a companhia emprega cerca de 700 pessoas em todas as regiões do país.

A parceria entre a Aramis e a Liga Solidária é de longa data, inclusive anualmente promovem uma ação em benefício dos jovens do Programa Qualificação Profissional que ingressam no mercado de trabalho e que estão em situação de vulnerabilidade social. Na iniciativa os clientes da marca podem levar para doação um costume usado e em bom estado de qualquer marca e obter um desconto na compra de um costume da Aramis.

Ao longo desses anos mais de 1.800 costumes foram arrecadados e distribuídos entre os jovens que fazem parte do programa liderado pela Liga Solidária.

Sobre a Aramis

Fundada em 1995 por Henri Stad, a Aramis tem como propósito transformar o varejo impactando positivamente a vida das pessoas. Atualmente é uma das maiores do segmento de moda masculina e, desde 2014, é liderada por Richard Stad. Possui 90 lojas em todo o Brasil, entre lojas próprias e franquias, além da presença em outlets, e-commerce e nas principais multimarcas do país.

Sobre a Liga Solidária

A Liga Solidária, uma Organização da Sociedade Civil – (OSC) sem fins lucrativos, atua desde 1923, movida pela crença de que uma sociedade mais justa e com mais oportunidade é possível se promovermos o encontro do amor, da solidariedade e do trabalho. Mais de 10 mil crianças, jovens, adultos e idosos em situação de alta vulnerabilidade social são atendidos durante o ano, em 8 programas de educação e cidadania que trabalham para resgatar a dignidade e fomentar a autonomia dessas pessoas.

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,550SeguidoresSeguir
Redação
Redação
Desde 1998, com foco numa maior oferta de conteúdo relevante e de interesse público, o Grupo A Hora é uma agência de noticias, ciente das preocupações da comunidade.

IGD promove primeira aula drive-in em Goiânia

O Instituto Goiano de Direito (IGD) promoverá, nos próximos dias 14, 17, 18 e 19 de agosto, a primeira aula "drive-in" em Goiânia. A...

Religião e política: qual a fronteira?

Especialista fala sobre os limites da lei e a liberdade de expressão *Por Acacio Miranda A Constituição Federal de 1988 garante a todos os brasileiros liberdade...

Liminar suspende contrato de prefeitura com clínica psiquiátrica

O contrato 187/2020 da prefeitura de Cuiabá com a Clínica Médica Especializada  Dr. André Dualibi LTDA de psiquiatria foi suspenso por uma liminar concedida...