Coronavirus: o passaporte de imunidade

Por

As evidências científicas reunidas até agora não oferecem certeza de que uma pessoa que contraiu o coronavirus, recuperou e gerou anticorpos está protegida contra uma segunda infecção, o que deixa sem respaldo a ideia de um “passaporte de imunidade”, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esta é a reação da OMS às alegações de alguns governos de que a detecção de anticorpos para SARS-CoV-2 (nome oficial do novo coronavírus) numa pessoa pode ser suficiente para emitir um “certificado” ou “passaporte de imunidade” que declarasse que não pode infetar ninguém.

Por esse motivo, vários países aprovaram estudos serológicos -Argentina e Portugal entre os últimos- com a expectativa de que os resultados possam servir de guia para a falta de confiança e o retorno gradual à normalidade.

A OMS reitera nas últimas duas semanas os seus pedidos de cautela e alerta que, se o levantamento das medidas de quarentena pelo COVID-19 não for realizado gradualmente e mesmo por áreas com diferenças entre as regiões mais e menos afetadas no mesmo país, o resultado pode ser um novo e violento surto do coronavírus.

Até o momento, existem 2,72 milhões de casos confirmados de COVID-19 em todo o mundo, com 187.000 mortes, segundo a última contagem da OMS.

Fonte: OMS/EFE

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,550SeguidoresSeguir
Paula Tooths
Paula Tooths
Jornalista, produtora de TV e escritora, autora de sete títulos publicados no Reino Unido. | Londres - Miami

IGD promove primeira aula drive-in em Goiânia

O Instituto Goiano de Direito (IGD) promoverá, nos próximos dias 14, 17, 18 e 19 de agosto, a primeira aula "drive-in" em Goiânia. A...

Religião e política: qual a fronteira?

Especialista fala sobre os limites da lei e a liberdade de expressão *Por Acacio Miranda A Constituição Federal de 1988 garante a todos os brasileiros liberdade...

Liminar suspende contrato de prefeitura com clínica psiquiátrica

O contrato 187/2020 da prefeitura de Cuiabá com a Clínica Médica Especializada  Dr. André Dualibi LTDA de psiquiatria foi suspenso por uma liminar concedida...