Estudo sugere que células de gordura podem armazenar o coronavírus

Por

Experimento brasileiro mostra que o novo coronavírus pode infectar e se armazenar nas células do tecido adiposo. Nutricionista dá dicas práticas para melhorar a qualidade da alimentação

Segundo experimento conduzido na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e divulgado pela Agência FAPESP, o novo coronavírus pode ser capaz de infectar e se manter no interior de células gordurosas humanas. Isso explicaria porque indivíduos obesos, mesmo jovens, correm mais riscos de desenvolver complicações decorrentes da contaminação por COVID-19. Segundo a nutricionista do UNIO Instituto de Saúde IntegradaMariana Parente, o vírus infecta mais os adipócitos (células de gordura) do que as células do intestino e do pulmão.

De acordo com o estudo, além de serem mais acometidos por doenças crônicas, como diabetes, dislipidemia (anomalias dos níveis de gordura no sangue) e hipertensão – que já são fatores de risco –, os obesos teriam um maior reservatório para o vírus em seu organismo. Como temos células adiposas espalhadas por todo o corpo, ainda em maior quantidade e tamanho nos obesos, a hipótese é que o tecido adiposo serviria como um reservatório para o SARS-CoV-2.

Com mais e maiores adipócitos, as pessoas obesas tenderiam a apresentar uma carga viral mais alta. “No entanto, ainda precisamos confirmar se, após a replicação, o vírus consegue sair da célula de gordura viável para infectar outras células”, explica o professor do Instituto de Biologia (IB) e coordenador da investigação, Marcelo Mori.

“A obesidade vai além de uma questão estética ou de autoaceitação. É uma doença inflamatória que afeta mais de 2 bilhões de pessoas no mundo e o que os estudos tem mostrado é que os obesos têm mais reservatório para o vírus se multiplicar no organismo. Então podemos observar que a COVID-19 é mais uma das doenças que acometem mais obesos e que pode desencadear a morte”, explica a nutricionista.

Dicas práticas de alimentação para manutenção do peso

Os obesos sofrem ainda mais com doenças crônicas como diabetes, alteração no colesterol, hipertensão e até infertilidade e por isso é importante ter um olhar atento e se cuidar. “É muito importante lembrar que o momento da escolha do alimento não é o momento da fome. Então se estou com fome agora, eu vou comer o que tem, mas se eu me programar antes eu consigo escolher. Então o momento da escolha é quando vamos comprar os alimentos”, explica Mariana.

A prática de atividade física e a regulação do sono também são fatores importantes para quem deseja emagrecer. O sono ruim gera acúmulo de gordura corporal e causa resistência insulínica, além de desequilibrar o cortisol, hormônio ligado ao estresse. Dormir bem também é fundamental para a saúde mental e ajuda a diminuir as chances de desenvolver doenças crônicas.

Dicas práticas de alimentação

  • Fazer uma lista de compras que não inclua guloseimas e evitar ter isso na despensa (ainda mais agora que estamos mais em casa);
  • Decidir e fazer a programação das refeições que serão consumidas na semana;
  • Preferir cozinhar e controlar os ingredientes;
  • Fazer algumas receitas para congelar em porções;
  • Limpar o organismo retirando alimentos industrializados, com aditivos químicos e açúcares;
  • Incluir alimentos que vão potencializar e nutrir as células imunológicas e com ação antioxidante, anti-inflamatória e antibactericida como temperos naturais (alecrim, orégano, salsa e gengibre); ricos em vitamina C (laranja, brócolis, goiaba, espinafre); ricos em vitamina A (mamão, nozes, abóbora, cenoura, nozes, semente de girassol, manga, quinoa); ricos em zinco (ervilhas, feijões, nozes, carnes, ovos); ricos em selênio (alho, cebola, castanha do pará, cereais integrais), frutas vermelhas e fitoterápicos como chlorella, spirulina e propólis.

SIGA-NOS

9,705SeguidoresSeguir
36,119SeguidoresSeguir
Redação
Redação
Desde 1998, com foco numa maior oferta de conteúdo relevante e de interesse público, o Grupo A Hora é uma agência de noticias, ciente das preocupações da comunidade.

Thanksgiving Day – o feriado Americano que comemora o Dia de Ação de Graças

Nos Estados Unidos Tudo começou em 1620, quando um pouco mais de 100 "Pilgrims", ou peregrinos, povos nativos da Inglaterra embarcaram para a América num...

13.ª Festa do Cinema Italiano

A 13.ª Festa do Cinema Italiano, adaptada aos tempos de pandemia da covid-19, arranca na quarta-feira em Lisboa, com a exibição de “Pinóquio”, de...

Home office: deveria ser um direito?

A possibilidade de trabalhar à distância 24 dias por ano – é isso que o ministro alemão do Trabalho, Hubertus Heil, quer para os...